quarta-feira, 06 de janeiro de 2021

OPORTUNIDADES – Há vagas para gerência comercial e credenciamento de 60 corretores autônomos.

(Via Assessoria).

A MRV está com vagas abertas para área comercial da empresa em Pernambuco. A plataforma de soluções habitacionais abriu processo seletivo para o cargo de gerência e está credenciando 60 corretores autônomos para atuarem na Região Metropolitana do Recife e em Caruaru, onde a empresa possui empreendimentos.

Para este ano, a empresa estima o lançamento de até seis residenciais, distribuídos nos municípios de Jaboatão dos Guararapes, Recife, Caruaru e Paulista. São mais de 2 mil novas unidades habitacionais, além da continuidade da obra de outras 1,2 mil. “O reforço no time de vendas acompanha nossos planos em Pernambuco, que tem potencial, oferta de terrenos e demanda por moradia, além de fatores como as taxas de juros”, explica o gestor executivo da MRV, Luís Felipe Monteiro.

Para concorrer à vaga de gerência, os interessados devem ter curso superior na área de Humanas e experiência em gestão comercial. Após a seleção, o profissional vai atuar na liderança com os corretores autônomos, acompanhando os indicadores da área comercial e de produtividade, realizando treinamento das equipes e avaliando resultados diariamente.

Já para obter o credenciamento, é preciso ter o Ensino Médio concluído e já ter trabalhado com vendas em quaisquer segmentos. A carga horária é flexível e a pessoa selecionada recebe incentivos para obtenção do credenciamento do Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Pernambuco. Além disso, receberá treinamentos.

Para ambos os processos seletivos, a candidatura acontece por meio do envio de currículo para o e-mail emanuelle.andrade@mrv.com.br até preenchimento das vagas.

>>FONTE: Via Assessoria de Comunicação e Imprensa / Cristovão.

quarta-feira, 06 de janeiro de 2021

(Via Prefeitura de Bezerros).

Fechadas desde o último dia 18 de dezembro de 2020, às Unidades Básicas de Saúde de Bezerros, no Agreste pernambucano, reabrem no dia 11 deste mês (segunda-feira), de acordo com informações oficiais da Prefeitura Municipal. 

Em comunicado oficial à imprensa, o órgão informou que: “A Prefeitura Municipal de Bezerros comunica que todas as Unidades Básicas de Saúde, que estão fechadas desde o dia 18 de dezembro de 2020, reabrirão no dia 11 deste mês. Até lá, será feito o processo de vistoria necessário, nas estruturas físicas e funcionais, para garantir a reabertura das unidades.”

A prefeitura informou ainda que “toda equipe está empenhada para restabelecer o pleno funcionamento de todos os serviços municipais mesmo diante das inúmeras dificuldades encontradas por nossa gestão.”

>>DA REDAÇÃO.

quarta-feira, 06 de janeiro de 2021


Por Janguiê Diniz – Controlador do Grupo Ser Educacional e presidente do Instituto Êxito de Empreendedorismo.

(Reprodução internet).

Esses dias, me peguei pensando sobre como este 2020 foi um ano imprevisível. Quem diria que seríamos pegos de surpresa por um vírus mortal e que levaria não apenas vidas, mas também nossa liberdade, nossa esperança e nossa saúde – física, mental e financeira. E, quando pensávamos que esses dias nebulosos, típicos de uma tempestade forte – porém passageira, estavam indo embora, já na reta final deste ano, tivemos uma nova rebordosa.

Ao mesmo tempo que ficamos na ânsia por uma vacina, uma cura, uma sombra de proteção, seja ela qual for, também entramos em profundas reflexões, sobretudo, aquelas mais óbvias, ditas dentro de frases clichês que estamos acostumados a ouvir desde que nos entendemos por gente. Uso como exemplo uma típica frase que diz: a vida é um sopro, então aproveite cada segundo como se fosse o último. Nunca ela fez tanto sentido. De fato, muitas pessoas, de maneira totalmente inesperada, acabaram vivendo seus últimos segundos.

Mas, o que me fez refletir, refletir mais um pouco e ainda assim continuar inquieto é observar o quanto ainda estamos vulneráveis, mesmo no período mais desenvolvido da humanidade. Nós vivemos na era digital; o progresso intelectual, robótico, científico nunca esteve em melhor fase. Andamos rumo ao desenvolvimento pleno, ao ápice da tecnologia. A escada da evolução cibernética tem andado apenas para cima; e aí, apesar de tudo, nos vimos travados diante de um ser microscópico, fruto mais simples da natureza – embora muitas teorias digam que não – e, aparentemente, indomável. Como pode destravarmos tantos assuntos complexos e não conseguirmos decifrar o enigma de um elemento natural?

Se formos analisar questões de impacto e de volume, embora seja avassalador, o coronavírus ainda passa longe dos números que envolveram outras catástrofes, a exemplo da Gripe Espanhola de 1918, provocada pelo vírus influenza. Ela durou cerca de dois anos e matou aproximadamente 50 milhões de pessoas. Trata-se de uma lâmina de vítimas fatais. Mas, a ideia aqui não é comparar números nem qual pandemia é mais grave, e sim refletir acerca da nossa vulnerabilidade mesmo diante de tantos avanços. Claro que, naquela época, não tínhamos os avanços medicinais que temos hoje e, talvez por isso, tivemos a falsa ilusão que estávamos e estaríamos protegidos.

A meu ver, a covid-19 veio para trazer duas grandes lições e que devemos refletir com inteireza: 1) Por mais garantias, avanços, descobrimentos, não estamos tão seguros quanto achávamos que estávamos. Esse vírus atual veio para mostrar e comprovar isso. A mesma quebra de fronteiras que serviu como fortalecimento da globalização também deixa claro um trinco enorme e agora visível. 2) A ideia de que o nosso amanhã está cada vez mais imprevisível. Para refrescar a memória, basta lembrar de todos os planos que foram feitos nesse mesmo período no ano passado. Quantos sonhos permearam milhares de mentes, quantos projetos estavam sendo rabiscados, quantas relações estavam se entrelaçando. 

A contagem regressiva sempre traz uma maré de possibilidades, de inúmeros fios de esperança, de projeções de um futuro tão circunstancial. Nós sempre tratamos o futuro com tanta garantia, com tantas certezas e, neste 2020, talvez essa tenha sido a maior validação: não temos garantias, temos o agora. Precisamos planejar, claro. Precisamos nos projetar, precisamos idealizar, isso faz parte da natureza humana; olhar para o além e se ver por meio de conquistas e evolução. Mas não podemos descartar o agora. 

Não podemos dar mais importância para o amanhã do que para o agora. O hoje é garantido, é nosso, é real e depende das nossas ações. Já o tempo seguinte não é tão nosso quanto pensávamos. Minha profunda solidariedade a todos que perderam seus parentes, amigos, ídolos, pessoas importantes. A dor é grande e profunda, mas a nossa corrente de amor e solidariedade tem uma força restauradora.

Que 2021 possa nos dar mais garantias e que possamos enxergar com mais carinho a importância do momento atual, afinal, o nosso ano só é novo se chegarmos no amanhã. 

>>FONTE: Via Assessoria de Comunicação e Imprensa / Willyberg Braga.

quarta-feira, 06 de janeiro de 2021

(Via Assessoria).

A Prefeitura de Caruaru, por meio da Secretaria de Serviços Públicos e Sustentabilidade, dará início, no dia 18 deste mês, à coleta seletiva nos bairros da cidade. Atualmente esse trabalho é feito apenas em prédios e condomínios.

O primeiro bairro a receber essa ação será o Universitário. “A coleta seletiva começará no final da tarde, às 17h, estendendo-se pelo período noturno”, adiantou Ytalo Farias, secretário de Serviços Públicos e Sustentabilidade. 

De acordo com o secretário, a coleta domiciliar normal no Bairro Universitário continuará sendo realizada nas terças, quintas e sábados. “A partir do dia 18 começará a coleta seletiva, porém em dia diferente da habitual, isto é, acontecerá todas as segundas-feiras”, explicou.

Para facilitar a identificação, a população deve deixar o seu resíduo reciclável em sacos plásticos (de preferência verde), devidamente fechados, nas calçadas a partir das 17h. Caminhões-baú farão o recolhimento do material, que será destinado para cooperativas e associações de catadores conveniadas com a Prefeitura de Caruaru.

“Desde o início do Programa de Coleta Seletiva, mais de 500 toneladas de recicláveis já foram encaminhadas para as associações e cooperativas, gerando, dessa forma, emprego e renda, bem como contribuindo para o desenvolvimento sustentável. E o nosso objetivo é intensificar ainda mais esse trabalho  com a finalidade de minimizar os impactos ambientais, como também reinserir a matéria-prima na cadeia produtiva”, finalizou Ytalo Farias.

>>FONTE: Via Assessoria de Comunicação e Imprensa / Carlos Pimenta.

quarta-feira, 06 de janeiro de 2021

(Via Assessoria).

Coragem, fé, companheirismo e resiliência. São palavras presentes quando adjetivamos os peregrinos da 15ª Caminhada de Santo Amaro. O ponto de partida se deu na última segunda-feira (05), saindo da Igreja Matriz de Santo Amaro, na cidade de Jaboatão dos Guararapes, Região Metropolitana do Recife, em direção à Igreja Matriz de Santo Amaro em Taquaritinga do Norte, no Agreste, totalizando 170 quilômetros em seis dias de caminhada pela rodovia.

O trajeto passa por onze municípios e faz parada em oito, seguindo o percurso: iniciado em Jaboatão dos Guararapes, seguindo por Moreno, São Lourenço da Mata, (Matriz da Luz e Tiúma), Paudalho (Povoado de Guadalajara, São Severino dos Ramos), Carpina, Lagoa do Carro, Limoeiro (Vila Mendes), Bom Jardim, Surubim (Povoado Lagoa da Vaca), Vertentes (Povoado Junco) e encerrando na Terra do Café, Taquaritinga do Norte, no próximo domingo (10). 

Durante todo percurso os caminhantes são orientados desde a roupa ideal até o melhor modo de caminhar, como prevenir insolação, onde encontrar apoio médico entre outras dicas que podem ser encontradas no Guia da Caminhada de Santo Amaro também disponibilizado no ato da inscrição junto com um kit, composto com uma camisa, um cajado, uma pequena cabaça e uma bandeira branca símbolo da paz.

“Já estamos nos preparativos para receber os caminhantes. Eles são exemplos de superação, fé e entusiasmo, pois percorrer 170 quilômetros expostos ao sol e chuva não é fácil. Será um prazer imenso recepcionar todos aqui em nossa cidade”, destacou o Secretário de Turismo, Léo Lima. 

Os aventureiros serão acolhidos na entrada da cidade pelo pároco, prefeito, autoridades locais e a centenária Banda Dom Luiz de Brito, de onde seguirão até a igreja Matriz para receber a Santamarana (certificados de participação), além de uma benção do padre Padre das Romarias. 

>>FONTE: Via Assessoria de Comunicação e Imprensa / Henrique Figueirôa.

quarta-feira, 06 de janeiro de 2021

(Reprodução internet).

A Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco – SES/PE registrou, nesta quarta-feira (06), 1.604 casos da Covid-19. Entre os confirmados hoje, 72 (4,5%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 1.532 (95,5%) são leves. Agora, Pernambuco totaliza 226.940 casos confirmados da doença, sendo 29.599 graves e 197.341 leves.

Também foram confirmados 22 óbitos, ocorridos entre os dias 24/04/2020 e 04/01/2021. Com isso, o Estado  totaliza 9.731 mortes pela Covid-19.

>>FONTE: Via Assessoria de Comunicação e Imprensa – SES/PE.

quarta-feira, 06 de janeiro de 2021

(Reprodução internet).

A Prefeitura Municipal de Bezerros, através da Secretaria de Sustentabilidade e Desenvolvimento Agrário, comunica a abertura do recadastramento para abastecimento de água nas cisternas do município. A ação tem como objetivo garantir um melhor controle de distribuição da água, bem como atender gradativamente a demanda da população a partir de agora, visto que uma auditoria interna da secretaria identificou a existência de 227 pedidos não atendidos desde janeiro do ano passado.

O recadastramento se faz necessário diante da ausência de um banco de dados com informações sobre o programa, bem como os beneficiários e localidades atendidas pelos carros-pipa. Para se ter uma ideia, do total de dez veículos da frota existente para atender o município, Bezerros conta atualmente com apenas dois carros-pipa, devido ao fim do contrato com a empresa responsável pelos outros veículos. 

Ciente de que a água é um item de primeira necessidade para o dia a dia da população e tendo em vista o interesse público da gestão municipal em resolver com brevidade o problema, a Secretaria de Sustentabilidade e Desenvolvimento Agrário, de forma imediata, manterá o abastecimento nas cisternas comunitárias, enquanto o recadastramento é realizado, bem como a abertura de um novo processo de licitação para contratação da empresa responsável pelos caminhões-pipa. 

>>RECADASTRAMENTO

Para fazer o recadastramento é necessário apresentar RG, CPF e comprovante de residência. Os interessados devem se dirigir até a sede da secretaria, que fica na Avenida Capitão Eulino Mendonça, no Centro da cidade (próximo à Associação dos Artesãos), das 07h às 13h, de segunda a sexta-feira.

>>FONTE: Via Diretoria de Comunicação e Imprensa.

terça-feira, 05 de janeiro de 2021

ORIENTAÇÕES – Para ajudar os esportistas interessados, no dia 14 de janeiro haverá uma oficina com o objetivo de esclarecer e orientar sobre as inscrições.

A Prefeitura de Caruaru, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (SDSDH), estará inscrevendo, no dia 18 de janeiro de 2021, os candidatos que desejam concorrer ao programa Bolsa Atleta. Para isso, os interessados devem comparecer à SDSDH (Rua Armando da Fonte, 197, Maurício de Nassau), das 8h às 13h, Sala 03.

Poderão participar da seleção atletas e paratletas envolvidos nas práticas de esportes de base, estudantil e rendimento, prioritariamente em modalidades olímpicas e paraolímpicas. “O intuito é auxiliar os atletas a cobrir gastos mensais com alimentação, educação, assistência médica, odontológica, psicológica e nutricional, bem como com medicamentos e suplementos alimentares, transportes urbanos para competições, entre outros benefícios”, explicou Carlos Braga, secretário da SDSDH.  

O Bolsa Atleta de Caruaru foi instituído pela Lei 6.034 de 24 de maio de 2018, alterada pela Lei 6.152/2018 e regulamentada pelo decreto 054 de 31 de maio de 2019. Estabelece a política de incentivo aos atletas e paratletas. “Para o ano de 2021 serão disponibilizados R$ 128.700,00, que irão beneficiar os atletas da nossa cidade de acordo com as categorias pleiteadas. Os valores das bolsas são diferenciadas e variam entre R$ 300,00,  podendo chegar até R$ 1.000,00”, explicou Allyson Florêncio, gerente de Esporte e Lazer da SDSDH.

De acordo com Allyson, foram disponibilizadas 24 vagas no geral, conforme quadro de distribuição em edital. A bolsa será concedida no período de fevereiro a dezembro de 2021. “É importante que todos os atletas interessados leiam com bastante atenção o edital, para que toda documentação a ser entregue esteja correta, levando em consideração todas as informações e exigências previstas em edital”, disse Allyson, acrescentando que, para ajudar os interessados, no dia 14 de janeiro, estará sendo realizada uma oficina para esclarecimentos e orientações acerca das inscrições.

O edital pode ser acessado no Portal da Prefeitura de Caruaru: www.caruaru.pe.gov.br.

>>Cronograma 
Dia 14/01 – Oficina de Orientação do Edital
Dia 18/01 – Inscrição
Dias 19 e 20/01 – Avaliação dos candidatos
Divulgação preliminar dos candidatos
Dias 21/01 a 27/01 – Prazo para apresentação de recurso da divulgação 
Dia 28/01 – Divulgação e homologação final
Dia 05/02 – Assinatura dos termos de compromissos

>>FONTE: Via Assessoria de Comunicação e Imprensa / Carlos Pimenta.

terça-feira, 05 de janeiro de 2021

CRONOGRAMA – Programação de oficinas culturais, nas linguagens de artes visuais, música e dança, serão realizadas de forma presencial na unidade, a partir do dia 12 de janeiro.

(Via Kleber Gomes).

Para quem quer desenvolver as habilidades artísticas, seja na dança, música ou artes visuais, o Sesc Arcoverde promove, a partir do dia 12 deste mês, o projeto “Cultura nas Férias”, que está com inscrições abertas. A programação é formada por quatro oficinas culturais com vagas limitadas: Poética dos Objetos, Cantando e Brincando, Dança em Família e Serigrafia. Para se inscrever, basta visitar a Central de Relacionamento com o Cliente do Sesc, localizado na Avenida Capitão Arlindo Pacheco de Albuquerque, 364, no Centro da cidade.

A oficina “Cantando e Brincando”, com o professor Maycon Nasário, é para crianças de 8 a 10 anos. Visa o desenvolvimento de atividades musicais que integrem apreciação e prática de ritmos pernambucanos através de brincadeiras, jogos e desafios, utilizando corpo e voz, e auxiliando a criança em relação aos saberes da cultura local e regional. As aulas serão nos dias 12, 14, 19 e 21 de janeiro (terças e quintas), das 15h às 17h. A inscrição custa R$ 75; dependentes dos trabalhadores do comércio, com o Cartão Sesc, têm desconto e pagam R$ 50.

A oficina de Serigrafia, com o professor Miro Carvalho, será para o público com idade acima dos 15 anos. Os participantes vão aprender conceitos básicos de serigrafia, aspectos históricos, materiais e equipamentos utilizados, processo de gravação e impressão. A oficina se propõe a um aprendizado técnico e será aberta para iniciantes, sem a necessidade de pré-requisitos. As aulas serão de 19 a 21 e de 26 a 28 (terças quartas e quintas), das 19h às 21h. No dia 2 de fevereiro, no mesmo horário, será a finalização da oficina. Inscrição a R$ 100, sendo R$ 50 para os trabalhadores do comércio e seus dependentes, com o Cartão Sesc.

Nos dias 20 e 22, 27 e 29, crianças de 9 a 12 anos participam da oficina “Poética dos Objetos”, que promove o estudo das artes visuais com a ressignificação de objetos, produzir figuras animadas, apresentando às crianças os processos de experimentação, investigação e produção através da prática do artesanato com materiais reaproveitados. A ideia é vivenciar o conceito de reutilização, estimulando a participação na preservação dos recursos naturais. As aulas serão com o professor Pedro Gilberto, das 15h às 17h. Preço das inscrições: R$ 50 para dependentes dos trabalhadores do comércio e R$ 75 para o público geral.

Nos dias 21 e 22 de janeiro, das 16h às 18h, o professor Heide Hebert realiza a oficina Dança em Família, para crianças de 2 a 4 anos acompanhadas dos pais ou responsáveis. O objetivo desta atividade é o envolvimento das relações afetivas familiares, procurando e reconhecendo a dança em família como caminho de compreensão e acolhimento por meio do ritmo. Os alunos e alunas terão uma experiência prática direcionada aos fundamentos das atividades rítmicas e expressivas. As inscrições têm o preço de R$ 75, com desconto para os trabalhadores do comércio e dependentes, que pagam R$ 50.

“Nosso grupo de facilitadores tem formação superior nas áreas específicas de cada oficina e uma bagagem cultural ampla, fazendo do projeto Cultura nas Férias um espaço de experimentação artística, sensorial e divertida para todos”, afirma Jéssica Mendes, professora de Artes do Sesc Arcoverde.

>>FONTE: Via Assessoria de Comunicação e Imprensa / Cláudio Rodrigues.

terça-feira, 05 de janeiro de 2021

Por Sayonara Andrade – Imaginei o que alguém, que perdeu um ente querido por Covid-19, por exemplo, escreveria na agenda para fazer no ano novo. Tentei ser essa pessoa por alguns minutos. Daí, peguei papel e caneta e imaginei quais sonhos e ambições teria a partir de agora.

(Via autora do artigo).

Já vi, dito por inúmeras pessoas, que o segredo da felicidade pessoal é não se comparar com ninguém. É preciso aceitar que cada um tem sua história, seu caminho, seu tempo. Você também já ouviu isso em algum lugar?

Enquanto pensava na construção de minhas metas para 2021, essa teoria ficou orbitando minha mente. Mas ela perdeu o poder gravitacional quando tentei ser empática com todo mundo que teve sérias perdas em 2020.

Imaginei o que alguém que perdeu um ente querido por Covid-19, por exemplo, escreveria como metas para fazer no ano novo. Tentei ser essa pessoa por alguns minutos. Daí, peguei papel e caneta e imaginei quais sonhos e ambições teria eu a partir de agora.

O exercício se estendeu por quase uma hora. O que escrevi em minha agenda? Absolutamente nada. Tive, então, que escolher outro ponto de partida, ainda “vivendo sob a pele” dos enlutados.

De repente voltei àquele pensamento descrito no primeiro parágrafo desse texto: a comparação com os outros. Mas, agora, havia outra perspectiva.

Se chegamos ao fim de nossa capacidade de ter esperança, a saída pode estar em nos compararmos a outra pessoa que também sofreu demais. Todavia, há um ponto crucial nessa comparação. É preciso escolher inspirar-se em alguém que conseguiu achar um jeito de conviver com a dor sem ser implodido por ela.

Não é comum a gente ter muitos amigos com fortes histórias de superação na vida. A maioria de nós convive com indivíduos cuja maior dor de alma é receber uma crítica comportamental ou política em redes sociais.

De volta ao meu exercício (do qual falava há poucos instantes), me perguntei onde encontraria indivíduos cujas trajetórias ajudariam a minha. Imediatamente pensei em alguns locais.

Há instituições que trabalham com indivíduos que passam por situações muito difíceis. Elas auxiliam os outros a seguir em frente, de alguma forma. Uma delas é a AACD. Outras são as Associações de Cegos. Há também os Alcoólicos Anônimos, só para ficar em exemplos mais famosos.

Existe um imenso número de locais que se especializam em cuidar física ou emocionalmente de pessoas com algum tipo de vulnerabilidade complexa. Não a vulnerabilidade mais estética (mulheres, negros, gays, etc). Falo da fragilidade incapacitante mesmo, que atinge indelevelmente o corpo ou a mente de um ser humano.

Imagino que 2021 seja um ano muito interessante para investirmos em maior aproximação desses tipos de estabelecimento. Não apenas para contribuir financeiramente. Parece-me existir um poderoso impacto em conhecer pessoas que, num absoluto deserto existencial, conseguem, literalmente, florescer na vida que possuem.

Ao invés de procurar gurus cuja palestra tem preços áureos, por que não ouvir a sabedoria do cego que anda por nossas ruas a despeito da convivência ininterrupta dele com a mais perfeita escuridão?

Que tal ser inspirado pelo sorriso de quem adquire um movimento físico novo pela ajuda de um equipamento fisioterápico? Que tal aprender com aqueles que assumem coexistir com certos vícios de proporções sociais, mas que o vencem diariamente?

Pode ser que 2021 traga um ano de extrema sabedoria para muita gente que teve furtada, há pouco, a própria vontade de existir. Mas não é apenas no mito da Fênix que é possível o ressurgimento das próprias cinzas. Nem foi apenas nas páginas bíblicas que Jesus Cristo deu aos mortos uma segunda chance.

O começo de tal ressurreição na sua vida, caro leitor enlutado, bem que pode residir em olhar nos olhos quem, antes de você, levou rasteiras fatais (ou quase) da vida. Se a vida tem guerreiros que se erguem e ainda conseguem sorrir, quanto não terão eles a ensinar a mim, a você e a todos nós? Pense nisso.

>>Por Sayonara Andrade – Via Site Portal de Prefeitura.