terça-feira, 27 de outubro de 2020

NOVOS TEMPOS – Advogada explica o que a lei determina e às mudanças na legislação.

(Via Sociedade Brasileira de Mastologia).

Neste mês de outubro, diversos países vivenciam a campanha do “Outubro Rosa”. Os dados chamam a atenção: até o início de deste ano, pesquisas oficiais indicavam que mais de 66 mil brasileiras seriam diagnosticadas com câncer de mama, segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca). Mas, para as que infelizmente precisam retirar a mama, existe uma forma gratuita de realizar a reconstituição do seio? 

A advogada, mestra em Direito e professora do curso de Direito da Faculdade UNINASSAU Caruaru, Anna Dolores Barros, explica que sim. “A Lei assegura às mulheres com câncer de mama o direito à cirurgia plástica reconstrutiva nos dois seios, ainda que a doença se manifeste em apenas um dos seios”, ressalta.  

A advogada explica ainda que a atual lei estabelece que as reconstruções das mamas, auréolas e mamilos devem ser feitas pelo Sistema Único de Saúde (SUS), bem como pelos planos de saúde. Ainda segundo Dolores Barros, a lei determina que a reconstrução seja feita, quando houver condições técnicas, na mesma cirurgia de retirada do seio com tumor.  

“A lei anterior, Lei 9.797/1999, já previa que mulheres que sofressem mutilação total ou parcial de mama teriam direito à cirurgia plástica reconstrutiva, mas sem especificar o prazo em que ela deveria ser feita. Agora, se não for possível, a paciente será encaminhada para acompanhamento e terá assegurada a cirurgia em momento posterior”, explica ainda a advogada. 

Conscientização e prevenção  

Para ajudar na conscientização e prevenção contra o câncer de mama, a Faculdade UNINASSAU Caruaru realiza, até o dia 31 deste mês, o Outubro Rosa, no Caruaru Shopping, um dos centros de compras da cidade. Estão sendo ofertados dezenas de serviços gratuitos, como aferição de pressão arterial e teste de glicemia.  

>>FONTE: Via Assessoria de Comunicação e Imprensa / Willyberg Braga.

segunda-feira, 26 de outubro de 2020

(Via Assessoria).

O Instituto de Pesos e Medidas de Pernambuco – Ipem/PE realizou, entre os dias 08 a 22 de outubro, uma fiscalização em  postos de combustíveis, no Sertão pernambucano. A ação teve o objetivo de verificar se os instrumentos marcavam corretamente a quantidade de combustível e de proteger o consumidor de possíveis irregularidades que lhes causem prejuízo.

Durante a blitz foram verificados 1.470 instrumentos, dos quais 293 foram reprovados. Dos 193 postos vistoriados, 97 apresentaram não conformidades. Entre as irregularidades detectadas estavam: mau estado de conservação da bomba e vazamento de combustível.  A ação também interditou 11 equipamentos por apresentarem erro de medição superior ao máximo admissível. Os postos foram notificados e têm até 10 dias para apresentar defesa junto ao instituto.

(Via Assessoria).

De caráter obrigatório, as verificações periódicas são efetuadas anualmente e sempre que o equipamento sofrer um reparo ou manutenção. A verificação da bomba consiste em uma série de procedimentos, a começar pela inspeção visual, onde são verificadas a inscrições obrigatórias, funcionamento, conservação, itens de segurança e selo do Inmetro. Em seguida, iniciam-se os ensaios propriamente ditos, nos quais os fiscais do instituto verificam se existe algum defeito ou adulteração de modo a influir na quantidade de combustível entregue.

De acordo com o Presidente do Ipem-PE, Adriano Martins, o órgão vem trabalhando diariamente no combate às irregularidades com o objetivo de proteger o consumidor. “A confiabilidade das medições nas bombas de combustíveis é de fundamental importância para evitar possíveis  prejuízos. Durante o abastecimento, é importante  o consumidor observar se a bomba está zerada, se os dígitos estão legíveis e se existe o selo de verificação do Inmetro nas bombas, pois ele é a garantia de que o equipamento passou por verificação do Ipem.”

O consumidor que suspeitar de possíveis irregularidades, pode entrar em contato com a ouvidoria do Ipem, pelo telefone 0800 081 1526 ou através do formulário de denúncia no site www.ipem.pe.gov.br e realizar sua denúncia.

(Via Assessoria).

Confira a lista de municípios em que ocorreram as fiscalizações:

Araripina, Betânia, Bodocó, Brejinho, Calumbi, Carnaíba, Cedro, Custódia, Exu, Flores, Granito, Ibimirim, Ipubi, Itapetim, Mirandiba, Moreilândia, Salgueiro, Santa Cruz da Baixa Verde, Santa Terezinha, São José do Belmonte, São José do Egito, Serra Talhada, Sertânia, Solidão, Tabira, Trindade, Triunfo, Tuparetama, Verdejante.

>>FONTE: Via Assessoria de Comunicação e Imprensa / Nathalya Costa.

segunda-feira, 26 de outubro de 2020

ABRANGÊNCIA – Oferta contempla 25 municípios em várias regiões do estado.

(Via Assessoria).

O Senac Pernambuco lançou edital para o preenchimento de 1.863 vagas em cursos gratuitos pelo Programa Senac de Gratuidade (PSG). As vagas são para capacitações nas áreas de Artes, Beleza, Gastronomia, Gestão, Idiomas, Saúde e Vendas. As aulas serão nas modalidades remota ou presencial, a depender do curso ofertado. As inscrições podem ser realizadas até a próxima quarta-feira (28), pelo site do Senac (www.pe.senac.br).

As cidades contempladas nesta oferta foram Recife, Camaragibe, Igarassu, Itapissuma, Ipojuca, Paulista, Moreno, Vitória de Santo Antão, Palmares, Escada, São José da Coroa Grande, Bezerros, Caruaru, Surubim, Garanhuns, Jucati, Arcoverde, Afogados da Ingazeira, Serra Talhada, Santa Cruz da Baixa Verde, Triunfo, Salgueiro, Petrolina, Dormentes e Araripina.

Os interessados deverão atender aos pré-requisitos do PSG, como ter renda familiar total de até dois salários mínimos por pessoa, e às condições de cada curso, presentes no edital. Nesta oferta, os cursos de aperfeiçoamento (verificar edital) serão reservados a profissionais de cada área, devendo os interessados comprovarem experiência por meio de certificado de curso, cópia da carteira de trabalho ou declaração do empregador. Além disso, nos cursos na modalidade presencial, os alunos deverão residir próximos aos locais de realização das programações.

Após a realização das inscrições pelo site, o resultado dos alunos aprovados será divulgado nesta quinta-feira (29) e as matrículas serão realizadas nos dias 29 e 30, presencialmente, nas unidades do Senac ou nos endereços marcados no edital. Mais informações sobre a oferta podem ser obtidas pelo telefone 0800.081.1688 ou pelo endereço https://www.pe.senac.br/psg/#/consulta-de-vagas, no qual é possível consultar todos os documentos relativos à oferta.

Programa Senac de Gratuidade – O PSG tem o objetivo de garantir o acesso à educação profissional de qualidade a pessoas com renda familiar per capta de até dois salários mínimos. O programa integra um acordo firmado em 2008 com o Governo Federal e representa um compromisso do Senac com a sociedade para promover a inclusão social por meio da educação profissional.

>>FONTE: Via Assessoria de Comunicação e Imprensa / Rosângela Araújo.

segunda-feira, 26 de outubro de 2020

CRITÉRIOS – Podem participar da seleção pessoas que já concluíram o ensino médio. Seleção de alunos será feita pela nota do ENEM.

(Via NE10).

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial em Pernambuco – SENAI/PE está oferecendo 400 bolsas de estudo para cursos técnicos na modalidade de ensino à distância (EaD). Podem participar da seleção pessoas de baixa renda que já concluíram o Ensino Médio e que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM em 2018 ou 2019.

Os interessados devem se inscrever gratuitamente no site www.pe.senai.br, entre os dias 26 e 29 de outubro. A previsão é que as aulas tenham início no dia 5 de novembro. Outras informações podem ser obtidas no edital do processo seletivo, também disponível no site da instituição.

As aulas teóricas dos cursos serão realizadas à distância, por meio do Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) do SENAI-PE. Já o conteúdo prático será realizado em aulas presenciais, que serão oferecidas uma vez por semana pelas escolas ofertantes dos cursos. “Na modalidade EaD oferecida pelo SENAI, o aluno consegue organizar seu tempo para assistir às aulas teóricas e todo o conhecimento aprendido é reforçado nas aulas práticas, que são o grande diferencial da instituição. A presença é obrigatória e essencial para a aprovação no curso”, destaca a diretora de Educação do SENAI-PE, Carla Abigail. 

A seleção dos alunos será feita a partir da pontuação obtida no ENEM nos anos de 2018 ou 2019. Estão aptos a participar do processo seletivo os candidatos que obtiveram pontuação média igual ou superior a 550 pontos. Para se inscrever, os candidatos deverão preencher o formulário presente no site do SENAI. As informações fornecidas serão utilizadas para o processo seletivo.

A lista dos classificados será divulgada no dia 30 de outubro, também pelo site do SENAI-PE. A convocação para a matrícula obedecerá à ordem de classificação geral, limitada ao número de vagas ofertadas por curso. A matrícula deverá ser realizada, pessoalmente, na Escola Técnica SENAI indicada no ato da inscrição, no dia 3 de novembro. Neste momento, o estudante deverá entregar toda a documentação exigida no item 6.2 do edital. 

>>FONTE: Via Assessoria de Comunicação e Imprensa / Fernanda Carvalho.

segunda-feira, 26 de outubro de 2020

DIFERENCIAÇÃO – Especialista explica o que são e como as  duas modalidades devem se manter de maneira mais frequente.

(Via Assessoria).

Com o distanciamento social, as razões para trabalhar de casa aumentaram. A partir da economia de tempo, quando analisamos o lugar onde residimos, não precisar se deslocar até a empresa já representa um considerável ganho de horas no nosso dia.  

As empresas viram a necessidade de acelerar o processo de digitalização, mas também de se adaptar à chegada repentina do “novo normal”. Estamos vivenciando tempos diferentes e, por muitas vezes, difíceis, explica Juan Almeida, coordenador do curso de Direito da Faculdade UNINASSAU Natal.  

“Nunca tinham sido feitas tantas flexibilizações e, mesmo com muitas ressalvas a respeito em vários aspectos, elas acabaram sendo introduzidas em nosso dia a dia, sendo assim utilizadas de acordo com a necessidade. Uma das novidades na parte trabalhista é o teletrabalho, que foi implementado através da última reforma na legislação e tornou-se uma realidade na pandemia”, pontua Juan. 

Mas, qual seria a diferença entre os dois? A diferença está na regularidade do trabalho em casa e no controle da jornada. “Ao passarmos uma grande parte do tempo trabalhando de casa e se essa jornada é realizada sem qualquer controle, caracteriza-se teletrabalho”, esclarece o professor. 

Quando vemos pelo ponto de vista jurídico, o teletrabalho é sim diferente do home office. Diferente do que ocorre com o teletrabalho, nada é mencionado na legislação trabalhista em referência ao home office. Se tornando essa a maior diferença entre eles. Juridicamente, as regras que são aplicadas ao primeiro não são usadas para o segundo.  

O home office é regido pelas diretrizes que se aplicam ao trabalho presencial. Significando que mesmo para quem trabalha em casa, valendo assim as regras trabalhistas que são aplicadas aos trabalhadores que atuam diariamente na empresa. 

“No fim, a modalidade de teletrabalho vem permitindo que a gente consiga ser mais produtivo. Na minha visão ele veio para ficar. A lei já permite isso. Basta a nós, gestores, mudarmos nossa mentalidade para entendê-lo e aplicá-lo de maneira positiva e definitiva para as empresas e para cada pessoa”, completa Juan.

>>FONTE: Via Assessoria de Comunicação e Imprensa / Juliane Menezes.

segunda-feira, 26 de outubro de 2020

PROGRAMAÇÃO – Unidade apresenta “Temporada Casa de Espetáculos”, no sábado (31), e promove o Sesc Lazer Especial de Aniversário, no domingo (1º/11).

(Via Kleber Gomes).

Neste mês de outubro, o Sesc Arcoverde comemora 50 anos de fundação e para celebrar a data, serão realizadas ações de cultura e recreação. No sábado (31/10), acontece a “Temporada Casa de Espetáculos”, com Biblioteca Itinerante, contação de história e espetáculo teatral a partir das 16h. No domingo (1º/11), a partir das 9h, tem o Sesc Lazer Especial de Aniversário, na área de lazer da unidade, com música ao vivo do cantor Juninho Saigon.

Os ingressos começam a ser vendidos na terça-feira (27), na Central de Relacionamento com o Cliente (CRC) do Sesc, que fica na Av. Cap. Arlindo Pacheco de Albuquerque, 364, no Centro. Para a Temporada Casa de Espetáculos o preço é de R$ 20, com desconto de 50% para os trabalhadores do comércio e seus dependentes, em dia com o Cartão do Sesc; para o Sesc Lazer, vai custar R$ 10, sendo R$ 5 para os trabalhadores do comércio e seus dependentes.

No sábado (31), as ações de cultura da Temporada Casa de Espetáculos começam às 16h com a Biblioteca Itinerante: os livros saem em circulação pelos ambientes internos da unidade, facilitando o acesso do público à leitura. Às 16h30, tem a contação de histórias “Contos que Voam”, com o grupo teatral Pé de Vento do Sesc. Às 17h, começa o espetáculo “Espavento”, com o Grupo Teatro de Retalhos, no Espaço Escadaria. 

No domingo (1º), a área de lazer será aberta às 9h para receber o público que vai prestigiar e se divertir no Sesc Lazer Especial de Aniversário. As atividades contemplam o banho de piscina, brincadeiras recreativas para crianças e adultos, jogos de salão, venda de petiscos e bebidas na cantina. A apresentação musical do cantor Juninho Saigon começa às 11h e segue até às 14h. As comemorações recreativas se estendem até às 15h.

“Para celebrar esta data tão importante, não só para todos e todas que trabalham no Sesc, mas também para os moradores de Arcoverde, em especial os comerciários, estamos tomando todas as medidas de biossegurança para preservar a saúde daqueles que vêm à unidade nos dias 31 e 1º. Serão, de fato, dois dias de muita alegria e emoção”, afirma Águida Cardeal, gerente do Sesc Arcoverde.

Um pouco de História – o Sesc Arcoverde foi inaugurado no dia 31 de outubro de 1970 com o nome de Centro de Atividades Antenor Alves Cavalcanti. Com o passar dos anos, a unidade foi crescendo e ganhando a confiança do público da cidade, em especial dos trabalhadores do comércio. Evoluiu no atendimento educacional das crianças da cidade, adotando o ensino Infantil e Fundamental.

Ganhou novas instalações como o Teatro Geraldo Barros, o Ginásio de Esportes Áureo Bradley, a Biblioteca José Lins do Rêgo, o Restaurante Seu Noé e a Galeria de Artes Alder Júlio Ferreira Calado. Em 2019, inaugurou seu moderno prédio de Educação: o Centro Educacional Maria Vitória Lima dos Santos. Hoje, atende cerca de 5000 pessoas mensalmente, sendo uma das mais fortes instituições de educação, cultura, recreação, esportes e assistência social do interior de Pernambuco. 

>>FONTE: Via Assessoria de Comunicação e Imprensa / Cláudio Rodrigues.

segunda-feira, 26 de outubro de 2020

ABORDAGENS – De 27 a 30 de outubro, a instituição de ensino fomentará discussões essenciais, como a importância da diversidade e o impacto da tecnologia nas profissões

De 27 a 30 de outubro, o Centro Universitário UniFavip promoverá a primeira edição do “Mês da Carreira”. O evento será totalmente on-line e terá mais de 12 horas de conteúdo, sendo dividido por áreas de atuação, com painéis de desenvolvimento e temas, como diversidade, carreira/ tecnologia, entre outros tópicos. O público externo de todo o Brasil poderá se inscrever por meio do link: https://bit.ly/2Hsqk5T e acompanhar a transmissão gratuitamente, que acontecerá pela plataforma Teams Microsoft. A iniciativa será acompanhada, ao vivo, pelos alunos do UniFavip, que fechou parceria com grandes empresas, como Gerdau e Gympass. 

Os debates e palestras contarão com grandes nomes do mercado, como Priscila Siqueira, CEO do Gympass no Brasil, que irá contribuir para a discussão sobre as iniciativas e desafios no que tange à inclusão das mulheres no setor de tecnologia. Outro painel que vai de encontro a um conceito extremamente atual é “O direito e a renovação de seus profissionais com o uso da tecnologia”, conduzido por Natalie Witte, cuja experiência supera os 15 anos na diretoria jurídica de empresas de tecnologia, tais como Orange Business Services, Movile e a Aceleradora Digital 21212.

“Um dos nossos propósitos é dar suporte em toda a jornada dos nossos alunos, bem como oferecer insumos que agreguem ao dia a dia da população. E é exatamente essa a finalidade do Mês da Carreira, cuja programação abordará assuntos atuais e relevantes, como o impacto da tecnologia nas profissões, a importância da diversidade, além das tendências de recrutamento, a relevância das soft skills e ainda compartilhará histórias inspiradoras de profissionais de destaque”, conta Pílade Moreira, Diretor de Parcerias, Carreiras e Sustentabilidade do UniFavip.

>>FONTE: Via Assessoria de Comunicação e Imprensa / André Ráguine.

segunda-feira, 26 de outubro de 2020

FUTURO – Arquiteta explica como esse plano mexe em várias áreas de um município.

(Reprodução internet).

Recentemente, o município de Caruaru passou pela revisão do seu Plano Diretor, uma lei municipal que tem como objetivo expressar a construção de um pacto social, econômico e territorial para o desenvolvimento urbano do município. Ele é obrigatório para cidades que possuem mais de 20 mil habitantes ou com algumas especificidades que estão descritas no Estatuto da Cidade (Lei Federal Nº: 10.257, de julho de 2001). Mas, qual a importância de um Plano Diretor? O que rege esse tipo de plano?  

A Arquiteta e Urbanista e docente dos cursos de Arquitetura e Urbanismo e Design de Interiores da Faculdade UNINASSAU Caruaru, Danielle Leal, ajuda a responder esses questionamentos. Ela explica que, segundo o Estatuto da Cidade, o Plano Diretor deve ser revisado no mínimo a cada 10 anos, de forma participativa, para garantir que este esteja de acordo com às necessidades do município e que acompanhe e norteie o seu desenvolvimento.  

“Alguns dos impactos da implantação desta lei na cidade se referem ao estabelecimento de parâmetros urbanísticos, que consiste na delimitação de áreas onde poderão ou não serem edificados certos padrões construtivos, bem como, garantir áreas para equipamentos públicos voltados para a população. Assegurando, assim, o ordenamento do crescimento da cidade e possibilitando o acesso igualitário à toda população”, explica a arquiteta.  

A profissional conclui ressaltando o objetivo maior de um Plano Diretor. “Além de ser uma ferramenta utilizada para o ordenamento do desenvolvimento urbano, também é de suma importância para garantir que a cidade cumpra de fato o seu papel: ser um direito de todos”, destaca. 

>>FONTE: Via Assessoria de Comunicação e Imprensa / Willyberg Braga.

domingo, 25 de outubro de 2020

ORIENTAÇÕES – Ginecologistas explicam o objetivo da campanha “Outubro Rosa” e a importância da prevenção, assim como do diagnóstico precoce.

(Via Assessoria).

O “Outubro Rosa”, que surgiu em 1990, em Nova York, tem o objetivo de conscientizar a população sobre a importância da prevenção à doença, bem como levar informações importantes ao maior número de pessoas, o que se torna ainda mais necessário no momento atual, visto que 62% das mulheres esperam o fim da pandemia para voltar à rotina de cuidados com a saúde, segundo pesquisa realizada pelo Ibope. “O câncer não espera! Com cuidado e zelo, é possível ir ao médico, se cuidar e manter os exames em dia. O câncer de mama quando diagnosticado em estágio inicial tem altas taxas de cura”, enfatiza Marina Noronha, Médica Ginecologista e professora do curso de Medicina da Estácio.  

Já a ginecologista e também professora de medicina da Estácio, Estefanie Bertoldi, reforça que o câncer de mama não é totalmente previsível. A doença resulta de alterações em diversos fatores, muitos dos quais ainda indefinidos. Ao mesmo tempo, são bastante conhecidos fatores de risco, como a exposição a hormônios, o excesso de peso, a ausência de atividade física, a alta ingestão de gorduras e álcool, entre outros. “De modo geral, a prevenção baseia-se no controle dos fatores de risco e no estímulo a fatores protetores, especificamente aqueles que podem ser mudados com a adoção de hábitos saudáveis”, explica a especialista.

O exame preventivo é importante para que a mulher possa identificar o câncer antes dos sintomas se manifestarem e é recomendado pelo Ministério da Saúde que a partir dos 50 anos de idade elas realizem uma mamografia a cada dois anos, além do exame clínico realizado por um profissional da saúde. Ambas as ginecologistas, explicam que é preciso observar os sinais que o corpo apresenta. “A mulher deve fazer o autoexame regularmente e verificar se há a presença de nódulos nas mamas, axilas e pescoço, além de alterações na pele das mamas, mamilo e saída de secreções”, elenca Marina.

(Via Folha Piauí).

Estefanie detalha ainda alguns dos principais sinais apresentados. “Vermelhidão, inchaços, calor ou dor na pele da mama, mesmo sem a presença de nódulos, espessamento ou retração da pele do mamilo, coceiras frequentes na mama ou no mamilo são algumas das alterações que podem ocorrer, tanto de forma simultânea, quanto de forma isolada. Mas, é preciso ressaltar que nem sempre o aparecimento desses sinais indica um câncer de mama. Por isso é imprescindível consultar um médico”, ressalta. Porém, quando o diagnóstico é positivo é importante saber que o suporte familiar e psicológico pode ser fundamental no tratamento, sendo essencial o acompanhamento por uma equipe multidisciplinar. 

“A perspectiva psicológica contribui para a fluidez no diálogo acerca das questões biopsicossociais envolvendo a prevenção, tratamento e reabilitação, bem como na produção de novos sentidos diante desse corpo e dessa vida. No que se refere à pessoa que é diagnosticada com câncer de mama, precisamos pensá-la de forma complexa e holística, considerando que esse corpo é sua mente e que, portanto, é preciso trabalhar questões individuais e subjetivas, assim como aspectos socioculturais. No senso comum falar sobre câncer ainda é um tabu, sendo um tema carregado de equívocos, estigmas e superstições. Assim, as pessoas por muitas vezes temem até a pronúncia da palavra “câncer”, se utilizando de defesas linguísticas como eufemismos e evocações ao seu divino para fugir da angústia que é se perceber humano e finito”, explica a psicóloga e professora do UniFavip, Deysiane Macedo, que complementa, reforçando a inclusão do tema em outros campos.

“Deste modo, no campo subjetivo, os significados de morte e luto devem ser ampliados, compreendendo que toda mudança, escolha e vivência do sujeito desenha um novo traço na composição deste, gerando uma nova pessoa, havendo uma morte da anterior. Para tanto, se faz necessária uma escuta qualificada. No campo social, é preciso se atentar às múltiplas especificidades e aos papéis sociais que as pessoas desenvolvem, como recortes etários, socioeconômicos, raciais e de gênero, tendo em vista que o câncer de mama não atinge apenas mulheres cis e o discurso do cuidado precisa romper com a exclusão, de forma equânime, considerando que esse corpo é uma vivência relacional e identitária. No trabalho em saúde é necessário desenvolver em equipe práticas de desmistificação do tema, trazendo o sujeito – acompanhado de sua família – para o protagonismo no tratamento, compreendendo a realidade do seu caso com informações e ferramentas que munem seu diagnóstico, tratamento e prognóstico, em uma linguagem acessível e humanizada”, finaliza a psicóloga.

(Via Sind. Bancários BH).

Casos especiais

Mulheres que possuem um histórico familiar de câncer, fumantes, obesas, que não se alimentam de forma adequada e que consomem bebida alcoólica de forma abusiva devem dobrar a atenção e os cuidados.

Tratamento

O tratamento para o câncer de mama pode variar de acordo com cada paciente, com a fase da doença e também o tipo de tumor. São muitos os tratamentos que podem ser realizados, como cirurgia, radioterapia, quimioterapia, entre outros

Suporte Psicológico

A paciente que passa por um tratamento de câncer precisa de um acolhimento especial da família, desde o momento em que recebe o diagnóstico. Além do suporte familiar, contar com a ajuda de um psicólogo ajuda a lidar com a doença com menos angústia e as chances de depressão diminuem.

>>FONTE: Via Assessoria de Comunicação e Imprensa / André Ráguine.

domingo, 25 de outubro de 2020

FINALIDADE – As Ligas fortalecem ainda mais o pilar Ensino, Pesquisa e Extensão nas Instituições.

(Reprodução internet).

Nos cursos de graduação, as ligas acadêmicas surgiram como uma estratégia extracurricular, com o objetivo de promover um aprofundamento teórico-prático das atividades aprendidas em sala de aula. Do seu surgimento até a atualidade, elas têm sido importante mecanismo de troca de conhecimento e de novas ideias para diversas áreas, em especial a da saúde.    

Segundo a coordenadora do curso de Enfermagem da Faculdade UNINASSAU Caruaru, Kelly Pessoa, as ligas são momentos únicos de autonomia dos estudantes em seus processos de construção ativa do conhecimento. “Os estudantes e integrantes de Ligas Acadêmicas já demostram a sua capacidade empreendedora e proativa. Com essas Ligas, enfatizamos o comprometimento com os três pilares da educação superior: Ensino, Pesquisa e Extensão”, explica.    

No curso de Enfermagem da UNINASSAU Caruaru, por exemplo, foram formadas sete Ligas Acadêmicas, que abrangem diferentes áreas de conhecimentos, mas tendo seu comprometimento com a formação acadêmica e responsabilidade social, questões sobre doação de sangue, empoderamento feminino, doação de órgãos, Estatuto do Idoso, primeiros socorros, educação em saúde, além de ter uma liga específica para estimular os alunos nas produções científicas. Também há a formação de Ligas nos cursos de Educação Física, Farmácia e Nutrição.  

Para a estudante do curso de Enfermagem e uma das fundadoras da Liga Acadêmica de Anatomia Humana (LIAAH), Tainá Ferreira, o intuito é promover atividades mais aprofundadas a respeito de cada sistema anatômico. “A LIAAH, para mim, é uma realização tanto pessoal quanto profissional, pois é uma disciplina na qual eu me identifico bastante. A UNINASSAU Caruaru faz com que nossos projetos se realizem e tem uma abrangência maravilhosa na relação professor e aluno, permitindo assim a criação de ligas acadêmicas e projetos de extensão”, destacou a discente.    

Quem fez parte de uma das Ligas e hoje está colhendo os frutos já como profissional é a egressa Nathalie Lopes, bacharel em Enfermagem pela UNINASSAU Caruaru. “Vários fatores auxiliaram na construção da minha trajetória acadêmica, uma delas foi a participação na LEMECI – Liga acadêmica de Enfermagem Médico Cirúrgico. Conheci a Liga por meio das várias atividades desenvolvidas pela mesma, como palestras, simpósios, rodas de conversa e outros eventos, sempre buscando o enriquecimento científico de todos os alunos”, afirma a profissional.    

Ainda segundo Lopes, a Liga foi de suma importância na sua formação por oferecer a oportunidade  de desenvolvimento e amadurecimento intelectual no âmbito científico, além de proporcionar a aproximação com a sociedade e profissionais renomados.

>>FONTE: Via Assessoria de Comunicação e Imprensa / Willyberg Braga.