sexta-feira, 09 de outubro de 2020


(Via Assessoria).

O Instituto de Pesos e Medidas de Pernambuco (Ipem-PE), órgão vinculado à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), realizou, nos dias 7 e 8 deste mês, uma operação especial com o objetivo de coibir a comercialização de produtos que coloquem em risco a segurança das crianças. Os fiscais do instituto visitaram 11 lojas no Recife, nas quais inspecionaram 2.992 produtos, dos quais 320 foram apreendidos por não apresentarem o selo de certificação do Inmetro.

Foram alvo da operação produtos como brinquedos, pelúcias e bicicletas infantis. Durante as fiscalizações, os agentes observam se os produtos estão sendo comercializados com o conjunto de informações obrigatórias, como dados do fabricante ou do importador, CNPJ da empresa fabricante, país de origem, composição, faixa etária e, principalmente, o selo de identificação da conformidade. Todas as informações devem estar escritas em português.

(Via Assessoria).

De acordo com o Secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico,  é fundamental ficar atento à presença do selo do Inmetro bem como à faixa etária recomendada. “O selo do Inmetro garante que aquele produto foi testado e está de acordo com as normas exigidas pelo órgão, minimizando os riscos durante a utilização. É importante que os pais estejam atentos também à faixa etária recomendada, pois isso ajuda a garantir a segurança da criança, evitando que peças pequenas sejam ingeridas, por exemplo ”, comentou.

O consumidor pode apresentar denúncias, dúvidas ou sugestões por meio da ouvidoria do Ipem-PE pelo telefone 0800 081 1526 ou através do site www.ipem.pe.gov.br.

>>FONTE: Via Assessoria de Comunicação e Imprensa / Nathalya Costa.